Prefeitura Municipal

CMDRS se reúne na Secretaria de Agricultura

Pesquisadores do IBGE são apresentados

star394

Por Gabinete, fonte Prefeitura
Publicado em 13/09/2017 as 17:36  •  atualizado há 1 segundo

Na última terça-feira (12) foi realizada mais uma reunião do CMDRS - Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável. Vários assuntos foram discutidos por parte dos conselheiros.

Na reunião do CMDRS, também foram apresentados dos integrantes do centro de coleta do IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, que será responsável pelo Censo Agropecuário 2017 em Iúna.

De acordo com o secretário de Agricultura e Agronegócios, Robinho Tristão, “a reunião foi muito produtiva”.

Saiba mais sobre o Censo Agropecuário

 A realização do censo agropecuário brasileiro foi anunciada na segunda-feira (7/8), durante o Congresso Nacional do Agronegócio (Abag), que acontece em São Paulo. Roberto Olinto, presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) participou do anúncio e ressaltou a importância da pesquisa para o país.

 A coleta de informações – estima-se que sejam mais de 5 milhões de estabelecimentos pesquisados - que comporão o censo agropecuário começará no mês de outubro próximo e terminará em fevereiro do ano que vem. Dados sobre agricultura, extração vegetal, silvicultura, criação de animais de grande e pequeno portes, aquicultura, criação de abelhas, bicho-da-seda, beneficiamento e a transformação de produtos agropecuários serão inclusos na pesquisa.

 Tecnologias

 Segundo Olinto, a novidade para a realização deste censo será o uso de tecnologias, de dados geoespaciais e georreferenciais que facilitarão a coleta de informações e a elaboração dos resultados. “Os agentes vão monitorar os estabelecimentos munidos de um computador de mão, e depois essas informações poderão ser cruzadas, gerando mapas e outros dados que podem ser acessados e utilizados em amostragens futuras”, explicou. As informações coletadas serão referentes ao período de outubro de 2016 e setembro de 2017.

 A divulgação dos resultados preliminares está prevista para acontecer no ano que vem para quantidade e área total de estabelecimentos agropecuários, uso da terra, maquinários, efetivos da produção pecuária e, a partir de 2018, também serão divulgados os resultados definitivos da pesquisa.

 De acordo com Olinto, por restrições orçamentárias, a realização do censo agropecuário não será divulgada na mídia. “Ainda assim, estamos trabalhando intensamente para conscientizar os cidadãos  e as instituições da importância em participar e responder o questionário”. No censo agropecuário 2017, o IBGE firmou parcerias com instituições como a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e a Organização das Cooperativas do Brasil (OCB). “A informação é benefício para todos, não pode ficar somente sob a responsabilidade só de um órgão de estatística”.

 De acordo com Caio Carvalho, presidente da Abag, o censo agropecuário poderá cruzar as informações coletadas com o banco de dados do Cadastro Ambiental Rural (CAR) para criar um banco de dados integrado sobre o meio rural.

 O último censo agropecuário realizado no Brasil foi o de 2006. De acordo com Olinto, a realização de um novo trabalho deveria ter sido feita em 2011, mas “o orçamento não permitiu”. “O objetivo é seguir o padrão mundial e realizar um censo a cada período de cinco anos, pois é um tempo em que mudanças podem ser sentidas, mas houve um problema orçamentário e só conseguimos realizar agora. Será uma pesquisa por amostragem”, disse Olinto.

Fonte: revista Globo Rural

Fotos

CMDRS se reúne na Secretaria de Agricultura

https://w3go.me/cbbdk

Publicações relacionadas

Aguarde, enviando dados!

clear